Aprenda a vender o seu peixe.

 Hoje vou falar do tema de minha oficina no Café com Letras 12ª edição. A oficina foi ótima estava lotada, tinha por volta de 60 pessoas. Fiquei muito feliz com os comentários sobre o que foi discutido. Por essa razão vou compartilhar com vocês um pouco sobre as dicas para marketing pessoal.

Marca Pessoal é mais do um nome, é mais do que um CV (Curriculum Vitae) ou que a biografia de uma pessoa. A marca pessoal é muitas vezes formada bem antes das pessoas conhecerem essa pessoa. Marca pessoal é a essência de quem a pessoa é, isso é o que você quer que as pessoas pensem de você! A marca pessoal de uma pessoa é formada por:

  1. Habilidades  e contribuições pessoais;
  2. Do conhecimento;
  3. Dos valores e personalidade;
  4. Estilo de comunicação;
  5. Realizações e metas e;
  6. Até da aparência física de uma pessoa.

O elemento crítico de uma marca pessoal é a identidade de uma pessoa nas redes sociais. Uma identidade online positiva, reflete na marca pessoal e está se tornando cada vez mais importante para todos os profissionais. Portanto, as pessoas, devem ser notórias nas redes sociais mas não devem ser desleixadas porque as redes sociais colocam as pessoas em frente de milhões de outras pessoas com apenas um click. Lembrem-se que quase tudo que vocês escrevem nas redes sociais constrói sua identidade virtual por anos. Tudo que é conectado ao seu nome na internete poder ser visto como reflexão do seu caráter e personalidade.

Vemos que marketing pessoal não é só se promover. Marketing pessoal é passar para o mercado o seu conhecimento profissional e para fazer isso bem feito é necessário seguir 5 simples passos:

  1. Capacitação profissional contínua para aumentar sua rede de contatos e se manter atualizado (a) no seu campo profissional;
  2. Mantenha-se no topo de tudo sendo consistente não dê uma opinião em um site social e em outro uma opinião contrária, ou mesmo fotos. Não coloque no LinkedIn por exemplo sua foto muito sério (a) e no Facebook uma foto fantasiado bebendo com os amigos. Isso não é nada bom, sua imagem fica inconsistente e quem ver isso não sabe qual é o seu “eu” verdadeiro. Principalmente porque estamos no Canadá e não no Brasil;
  3. Crie seu próprio conteúdo. Isso significa ser conhecido pelo que fala, por sua ideias e por seu conhecimento. Comente em postes e escreva suas próprias ideias. Fazendo isso, vocês constroem suas redes de trabalho e compartilham seus conhecimentos. Isso é bastante apreciado pelos empregadores pois passa a ideia de que estão acompanhando o que há de novo no mercado e também porque sua marca está criando sua reputação;
  4. Não fale apenas, faça. Coloque em prática seus conhecimentos e habilidades e por último;
  5. Prepare-se para aparecer. Se tiver sucesso no marketing pessoal vão ficar notórios. Certifiquem-se de estarem preparados para cada oportunidade que vier.

Reputação online é importante porque hoje, os empregadores usam seus sentidos e julgamentos baseados no que uma pessoa coloca à disposição do público, como uma reflexão do que essa pessoa fará com clientes, colegas e a eles próprios. De acordo com uma pesquisa feitas com usuários norte-americanos nos últimos 12 meses, 91% dos empregadores estão usando Facebook, Twitter, LinkedIn e outras redes sociais como ferramenta de triagem para potencial empregados. Apenas 7% dos entrevistados disseram que não usam sites como esses para peneirar os candidatos.

Para garantir que sua presença online seja positiva, google seu nome e encontre o que há na internete sobre vocês. O que não for consistente com sua marca pessoal (como você quer ser visto pelas pessoas) considere remover da internete. Limpe o que está lá como por exemplo fotos e comentários inapropriados, comentários negativos sobre antigos patrões, comunicação pobre (muitos erros e gíria). Separe sua identidade pessoal da sua identidade pública. Por exemplo, não deixe seu Facebook com informação pessoal aberto ao público. Visite o settings da sua conta todos os meses e clique em não torne meu perfil público, fazendo isso ele não estará aberto para quem não estiver na sua rede de contatos. Certifique-se que toda informação que está na internete sobre você é correta. Crie uma presença online positiva cercando seu nome com informação que você quer que seja associada à sua pessoa. Mantenha todas as sua contas nas redes sociais atualizadas e crie um perfil em sites como LinkedIn e Twitter.

Depois que você verificar que toda informação que está na internete está correta, copia o endereço dos seus perfis e faça um cartão de visita para que seja encontrado pelas pessoas no seu network. Se por um acaso você encontrar informação ou fotos que denigram à sua imagem e que não foi postada por vocês, não desanimem. Existem sites especializados em limpar isso para você. Claro vai custar caro, mas dependendo do tamanho do estrago que essa informação pode fazer, é melhor considerar isso como um investimento. Para encontrar esse tipo de sites escreva no google a seguinte frase: reputation defender.  Espero que essa informação seja útil para vocês e ajude no seu marketing pessoal.

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here